Pão vegano de mandioquinha

Posted on 4 min read 266 views

 

O café já está passando e você está com pressa? Clique aqui e vá direto para a receita.

Vamos pintar um cenário bucólico. Um fim de tarde fresco, com sol ameno. Aquele cheirinho de café vindo da cozinha. Ou o barulho da chaleira apitando anunciando que um chazinho está prestes a ser servido. Pense naquela limonada fresquinha, ou num belo suco de laranja recém espremido (com ou sem grumos, ao gosto do freguês).

Fácil sacar o que está faltando nesta cena, né? Aquele super pãozinho de queijo. Hummmm… Só de pensar no pão de queijo saindo do forno já dá água na boca. Aí você lembra que comeu um pão de queijo super gourmetizado não faz nem dois dias e que o congelado que compramos no mercado, ou aquele pãozinho murcho que está fazendo aniversário na vitrine da padaria não vão matar o seu desejo. Por um instante você até arrisca pensar: “vou fazer pão de queijo caseiro!” Aí, de repente, vem a memória arrebatadora da avó ou tia ‘escaldando polvilho’ e você se dá conta que nem sabe muito bem ao certo o que é escaldar polvilho.

Pinit

Não se identificou? Você é da turma que domina a arte de escaldar polvilho de tal modo que faz inveja à Palmirinha, mas por vezes se pega imaginando que poderia testar algo diferente.

Pinit
Você é vegano…  ou tem amigos veganos e é do time que sabe que comida vegana está longe de ser sem graça. É celíaco… ou não come glúten porque não quer mesmo…

Cada um na sua motivação ou que seja pelo simples desejo de sair um pouco da mesmice do dia a dia eu acho que essa receitinha do tal “pão de beijo” vale a tentativa.

E se você precisar de um incentivo a mais, mostro aqui que a patotinha (sobrinhas) aprovou veementemente a empreitada. E você sabe que criança não gosta por educação, né?

 

Pão vegano de mandioquinha

Ingredientes
Pinit

500g de mandioquinha (ou batata doce)

500g de polvilho azedo

1/3 xícara de azeite

1/3 xícara de água (mais ou menos)

1 colher de chá de cúrcuma

1 colher de chá de alecrim

Sal à gosto (eu nem coloco)

Modo de fazer
  • Antes de qualquer coisa escolha o tubérculo que vai servir de base para o seu pãozinho.
    Pinit
    Esse da foto foi feito com mandioquinha, ou seja, quando você ler mandioquinha (batata baroa) substitua o substantivo pela batata que você escolher. Mas já testei com batata doce e garanto que funciona. Seja como for, escolha um tubérculo e confie! Claro que eu já testei uma receita com abóbora (alguém tinha alguma dúvida?) e vou colocar a receita aqui logo logo.
  • Descasque o corte a mandioquinha em pedaços e cozinhe em água fervendo. Lembre-se que quanto menor o pedaço, mais rápido vai cozinhar. O ponto é quando você espeta com o garfo e ela está molinha.
Pinit
  • Escorra a água e esprema a mandioquinha com um garfo ou espremedor de batata até formar um purê. Não se preocupe em fazer um purê perfeito e sem grumos pois vamos sovar a massa e isso vai fazer sumir qualquer pedacinho.
  • Espere este purê esfriar um pouquinho para não queimar as mãos.
Pinit
  • Quando estiver suportável ao toque, em uma tigela grande, acrescente a esse purê, o polvilho azedo e o azeite e vá misturando com a ajuda de uma colher até formar uma farofinha.
Pinit
Pinit
  • Acrescente o sal, a cúrcuma e o alecrim.
  • Agora é hora de, literalmente, botar a mão na massa! Pensa nos problemas da vida e vai amassando. É aquele momento quase de meditação. Você vai sentir que vai esmagar, esmurrar e destroçar todas as suas preocupações. É terapêutico. Vai por mim!
  • Conforme a massa for se formando você pode acrescentar a água. Aos poucos porque tudo vai depender da quantidade de água que o tubérculo vai soltar. Vá sovando e sentindo a necessidade. As vezes precisa de mais de 1/3 de xícara, e as vezes não precisa de quase nada.
  • Quando soltar da tigela, pode passar para a pia ou bancada e siga sovando e exorcizando seus problemas até obter uma massa lisinha e homogênea.
Pinit
  • Faça bolinhas pequenas (o polvilho azeda faz com que o pãozinho cresça e fique bem aerado) e espalhe em uma assadeira. Não precisa untar.
  • Atente para deixar bastante espaço entre as bolinhas para elas não grudarem umas nas outras quando estufarem no forno.
  • Leve para assar em forno pré-aquecido à 180°C por 30 minutos ou até ficarem coradinhos. Cuidado para não assar de mais pois isso fará com que os pãezinhos fiquem duros.
Pinit

E sabe qual é a melhor parte desse pão de mandioquinha? Dá pra congelar.

Faça bolinhas, espalhe-as sobre uma assadeira e leve ao freezer. Cru mesmo. Quando estiverem firmes coloque em uma Tupperware adaptada ao freezer ou em saquinhos de congelar.

 

Pinit

Ela vão do freezer para o forno e demoram cerca de 40 minutos para assar.

Mais prático, impossível.

 

signature

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.

Previous
Torta com massa vegana de batata doce
Pão vegano de mandioquinha