Omelete no microondas

Posted on 3 min read 317 views
YouTube video player

Se você não quer saber de bla bla bla, clique aqui para ir direto para a receita

J

á falei por aqui que eu cresci numa casa onde fazer um macarrãozinho rápido implicava em ir buscar farinha no armário, com isso, vocês podem imaginar o terror que foi quando um microondas entrou na nossa casa, né? Até hoje meu pai não pode nem sonhar em comer uma comida “requentada” no microondas, imaginem cozinhar com o bichinho… Não há heresia culinária maior, certo?

ERRADO!

É fato que ainda existe muita controvérsia e muito debate sobre os potenciais malefícios do uso de microondas. Há quem o defenda com unhas e dentes e quem o ataque como se não houvesse amanhã. Eu não tenho conhecimento técnico no assunto. Juro que tentei cutucar o vespeiro e procurar artigos para ter uma embasamento maior, mas encontrar um consenso nesse assunto é tão difícil quanto resolver a crise dos refugiados na Europa Ocidental. São testes e mais testes, dados e mais dados, e muito, muito, muito achismo. (aproveito para deixar o apelo caso algum profissional competente tenha alguma sugestão de bibliografia ou alguma parecer mais apurado que faça leigos – como eu – compreenderem melhor o assunto).

Ah! Com ou sem polêmica, é importante sempre atentar para o tipo de recipiente que usamos no microondas. ATENÇÃO!!! Plástico não vai ao microondas. NUNCA! A não ser os que foram feitos especificamente para este uso.

Seja como for, depois de toda a polêmica lançada e da problemática não resolvida – como toda boa problemática – o que eu proponho é um pouco de parcimônia e bom senso para considerarmos como podemos usar essa maravilha tecnológica a nosso favor.

Pinit
Pinit

Eu concordo que a comida fica diferente e não sei se sou muito adepta da ideia de fazer um arroz no “micro”, mas ainda acho que é melhor comer algo saudável e gostoso feito no microondas do que pedir comida pronta ou, pior, recorrer a algum ultra processado.

Faça do microondas seu aliado!

Entre os meus experimentos sigo firme na opinião que ovos funcionam super bem no nosso amiguinho de ondas microscópicas e isso pode ser uma mão na roda para aqueles dias de pressa (ou de preguiça mesmo).

Pinit


Confesse que se eu não tivesse dito que fiz esse omelete no microondas você não ia adivinhar.


Omelete no microondas
Pinit

Ingredientes

2 ovos

4 tomates cereja

3 floretes de brócolis

sal, pimenta do reino, orégano

1/2 colher de café de fermento em pó

1 cumbuca (que hoje em dia dizem “bowl”, mas eu AMO cumbuca) que possa ir ao microondas – usei uma tigelinha de cereal

Pinit
Modo de fazer

1. Na tal cumbuca própria para microondas bata com um garfo (ou com um fouet, se você for chique e tiver um em casa) os dois ovos, o sal, a pimenta do reino, o orégano e o fermento em pó.

2. Jogue (ou arrume bonitinho) os vegetais (eu usei brócolis e tomate cereja*, mas pode usar o que tiver na mão: cebola, espinafre, couve-flor, cenoura, abóbora…….) em meio a essa mistura de ovos batidos.

  • Eu falo vegetais porque é com o que eu faço os meus, mas vale colocar queijo, presunto, peito de peru, frango desfiado… Se você quiser colocar morango e carne moída, eu prometo não julgar.

3. Agora é hora de levar isso tudo para o microondas em potência alta por cerca de 3 minutos*.

*Cerca de, porque, infelizmente, microondas é tipo forno: cada um é diferente e o seu pode precisar de mais ou menos tempo que o meu. O ideal é colocar 3 minutos, retirar a cumbuquinha, e dar olhada para ver se está cozido/durinho. Caso seja necessário, coloque mais 1 minuto. Aqui em casa fica pronto em 4 minutos.

Astúcia: se você usar tomate cereja no seu omelete, uma boa dica é cortá-los ao meio. Após o cozimento (que seja no microondas ou no forno) caso você coloque um inteiro na boca, ele vai estourar e queimar a sua língua. Desnecessário, né?

Pinit

 

Pinit

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem sabe aos poucos a gente não vai perdendo o preconceito do coitadinho do microondas?

 

 

signature

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comments
  • […] por cerca de 40 minutos. Já falei sobre o amor e ódio em relação ao microondas no post do omelete, mas repito que minha ideia é sugerir astúcias para facilitar a vida na cozinha e isso inclui, […]

  • […] Quando estiverem no ponto, retire do forno e, caso você queira tirar a casca da beringela, espere esfriar um pouco para você não se queimar. Eu explico. Eu sou da turma que manda ver na casca da beringela. Eu acho que fica bem gostoso, mas se você tiver preconceito ou quiser uma pasta mais lisinha, recomendo que você raspe a polpa da beringela com uma colher e descarte a casca (ou use-a em alguma outra preparação, tipo, em tirinhas naquela nossa omelete de micro-ondas sucesso). […]

Previous
Massa de torta crocante “glutenfree” (sem farinha – real/oficial)
Omelete no microondas