O puro creme de avelã com chocolate (a versão vegana/sem lactose daquele famosão)

Posted on 4 min read 173 views

 

Tem historinha fofa, mas se você não está com tempo (nem vontade), clique aqui para ir direto para a receita

 

Com a avalanche de feriados no Brasil, uma das minhas melhores amigas veio passar 15 dias aqui em Paris comigo e tínhamos orgias gastronômicas previstas que, por óbvio, incluíam a ingestão de uma quantidade obscena de queijo. Franceses, italianos, frescos, curados, caseiros, industrializados… Queijo é o nosso pecado compartilhado. Isso sem contar que ela também estava esperando se deliciar com milhares de croissants cheios de manteiga recheados com chocolate, além dos mil docinhos franceses suculentos todos trabalhados na ganache.

Dito isso, nem preciso descrever o tamanha da frustração quando ela chegou aqui me contando que estava tendo intolerância à lactose. Mas é aquela coisa, né? A gente é brasileiro e não desiste nunca. Começamos pegando leve… Uma cancoillotte aqui, um tiquinho de cottage com abacaxi, um queijinho de cabra ali……….. até o dia que a confiança bateu, o pé foi enfiado na jaca e o corpo pediu socorro.

Quando ela voltar pro Brasil vai procurar um médico e um nutricionista que vai poder dar todo o amparo necessário e explicar o que ela pode consumir, como e quando. Não vamos demonizar o pobre do leitinho sem necessidade, né? No entanto, por hora, ela está em um país estranho e se pudermos evitar a fila do SUS francês e o estresse que deve ser acionar o seguro saúde internacional, melhor, né?

Pinit

Com isso, estamos evitando leite e seus derivados. Ao invés de queijo, fiz uma pastinha de atum para ela comer no lanchinho da tarde/noite e o chocolate quente teve que ser substituído por um chazinho de caramelo. Fiz torta de palmito com recheio bem cremoso que leva mostarda, ao invés de creme de leite, e o macarrão vai enfeitado com folhas de manjericão e salsinha fresca. Fica tão lindo e gostoso que ela nem lembra que não tem queijo ralado.

Estava tudo indo às quase mil maravilhas quando, uma noite, depois de jantarmos ela disse “queria tanto comer um pedacinho daquele chocolate com caramelo que eu comprei, mas estou com medo”. E foi aí que me deu um estalo e anunciei na hora: “Paulinha! Vamos comprar avelã que eu vou fazer Nutella vegana pra você”. Tenho um chocolate em pó 100% cacau maravilhoso aqui em casa, a baunilha caseira que ganhei de uma amiga no Brasil, e muita boa vontade para empreitadas diferentes.

Pinit
Pinit

Depois de prometer o céu eu parei e pensei que, eita, agora eu tinha que arranjar avelã. E que eu tinha que sair em busca de mil receitas de Nutella em versão vegana e que estas poderiam incluir bizarrices como óleo disso e creme daquilo que eu nem poderia imaginar onde conseguir. Mas o desafio já estava lançado e quando há boa vontade, o universo conspira.

Cheguei ao mercado na sexta-feira e eis que o verdureiro da banca da frente do restaurante onde eu trabalho estava todo orgulhoso se gabando das maravilhosas avelãs que ele tinha recebido naquela manhã. Provei. Delícia! (e eu nem sou a doida das castanhas) Opa! Olha o cosmos mandando sinal. Já pedi para separar 100g para mim e voltei pra casa toda feliz com minhas pequenas pérolas.

Pinit

Vi milhares de receitas e ponderei muito. Misto de medo de desperdiçar as avelãs e, mais ainda, de decepcionar a amiga. Vi muitas receitas que levavam água fervendo e algumas que levavam óleo vegetal (e até óleo de coco, que eu acho meio nada a ver porque deve dar gosto, né?). Vi quem usa açúcar refinado, quem usa demerara e tantos outros tipos. Peguei algumas referências e mão na massa afinal, era só dançar conforme a música.

Creme de avelã com chocolate pode, muito bem, levar apenas avelã e chocolate, não pode? A julgar pelo resultado, acho que a empreitada foi bastante bem sucedida. Tão bem sucedida que esse post se impôs sobre mim e eu me vi obrigada a dividir essa experiência gourmet tão divina com vocês.

Pinit

 

Creme de avelã com chocolate 
Pinit

 

 

Ingredientes

 

100g de avelãs

2 colheres de sopa de chocolate em pó 100% cacao

1/2 colher de café de extrato de baunilha

1 pitada de sal

2 colheres de sopa de açúcar*

(1/4 de xícara de água fervendo se necessário)

Modo de fazer

  1. Primeira etapa é torrar as avelãs. Leve ao forno pré-aquecido a 120°C por uns 15 minutos. Assim fica mais
    Pinit
    fácil tirar a casca das castanhas e permite que ela libere o óleo natural na hora de bater – que é o que faz a avelã virar pastinha.
  2. Coloque as avelãs em um pano de prato limpo e pressione de leve que as casacas vão soltar. Tudo bem se ficarem algumas casquinhas. Tire apensar o excesso. – Caso as suas avelãs já venham sem casca, pode pular essa etapa, mas não deixe de passa-las pelo forno para soltar o óleo.
  3. Agora é hora de colocar as avelãs no processador e bater… bater… bater…  bater… tenha paciência. No começo vira uma farofa. Abra o processador e misture um pouco a farinha. Volte a bater. Li em alguns sites que pode levar até uns 10 minutos para a avelã virar uma pasta homogênea. A minha não levou 2 minutos. Mas acho que depende da castanha. Confie! Vai batendo que a tal oleaginosa há de soltar todo seu óleo e virar um creme.
  4. Com o creme pronto é agora que vem a parte divertida. Acrescente o chocolate em pó, o extrato de baunilha e a pitada de sal. Bata de novo.
  5. Para mim a consistência estava cremosa o suficiente, mas, caso você deseje, é neste momento que você vai acrescentando a água fervendo até chegar no ponto que você quiser.
Pinit

*coloquei o açúcar com uma marquinha porque eu sou sempre adepta do sabor natural dos alimentos. Posso fazer uma sugestão? Prove o creme antes de colocar o açúcar. Para mim as avelãs, baunilha e chocolate em pó eram suficientes. Separei a minha porção e acrescentei duas colheres de açúcar mascavo na porção da Paulinha. Cada um tem um paladar e para ela precisava ser mais docinho. E, sem exageros, não há mal nenhum nisso, certo?

 

signature

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comments
  • Cozete Rodrigues Miranda
    novembro 21, 2018

    Adorei as receitas.

    • Luana
      novembro 21, 2018

      Oi Cozete!!!
      que bom saber 🙂
      Se você testar alguma não deixe de me contar o resultado.
      E se tiver alguma sugestão de receita, sou sempre toda ouvidos 🙂

      beijos e obrigada pela visita
      Espero você por aqui de novo, hein? 😉

Previous
Omelete no microondas
O puro creme de avelã com chocolate (a versão vegana/sem lactose daquele famosão)