A minha granola caseira

Posted on 4 min read 950 views

 

Clique aqui para ir direto para a receita e depois volte para ler a historinha por enquanto a granola esfria.

Durante minha última temporada no Brasil a cozinha era meu refúgio e a minha maior alegria era agradar meus pais inventando mil receitinhas e realizando todos os desejos gourmets deles. Entre panquecas americanas, pães de queijo (e pães de beijo), omeletes e tortas sem glúten, até o queijo quente ganhou uma versão especial.

Meu pai cuida super da saúde dele. Faz exercícios, fisioterapia muscular e pulmonar e sempre procura cuidar da alimentação do dia a dia. No café da manhã ele normalmente come mamão, e um iogurte com nuts ou cereal com leite. Tudo nos conformes e equilibrado.

Um dia ele veio me dizendo que a fisioterapeuta disse que seria bacana ele aumentar o consumo de gengibre e canela. Comprei uns potinhos bonitinhos e deixei o gengibre e a canela ao alcance dos olhos dele para ele colocar no iogurte ou no cereal. Que filha solicita, né? Afe! Óbvio que não. De repente me deu um estalo e saquei que, na verdade, o que o meu pai precisava não era de potinhos com canela e gengibre em pó. O que ele precisava era de uma boa granola caseira, rica em frutas secas, nuts, boas gorduras e bombada de canela e gengibre.

Pinit

Fiz um montão e larguei um estoque lá em casa, mas este estoque está acabando semana passada minha mãe pediu pra eu passar receita pra ela  fazer pra ele. Para completar, uma amiga me aconselhou comprar um iogurte maravilhoso e estou precisando de granola aqui em casa para comer com ele. Sinais. Muitos sinais cósmicos de que eu tinha que compartilhar a minha receita de granola aqui no blog.

A internet está cheia de receitas de granolas caseiras? Está, sim. Mas assim mesmo eu vou passar mais uma para a coleção. O que eu mais curto nessas tais granolas caseiras é, justamente, o fato de existirem milhares de receitas. Cada um faz do seu jeito e o que conta é ser feliz e comer o que se gosta.

A se você compra granola pronta no mercado, eu realmente aconselho se lançar na aventura. Não requer prática, nem tampouco habilidade. É muito fácil, você só vai usar os ingredientes que curte e, pra completar, sua cozinha vai ficar com um cheiro incrível!

Isso para não falar na versatilidade da parada. Meu povo, granola não precisa ser só café da manhã. Pode levar de lanchinho pra matar aquela fominha na rua. Pode comer de sobremesa na hora que dá vontade de um docinho depois da refeição. E, vale até umas para dar um toque agridoce na sopa ou na salada (eu faço granola salgada também, mas a granola doce surpreende).

A minha granola caseira

Ingredientes
Pinit

2 xícaras de aveia em flocos

1 1/2 xícara de castanhas (de sua preferência)

1/2 xícara de lascas de coco seco

1/4 xícara de uvas passas (sem polêmica, se não gosta, não usa)

1 colher de sopa bem servida de mel

1 colher de chá de canela

1 colher de chá de gengibre em pó

1 pitada de sal

Modo de fazer
Pinit

Use uma forma antiaderente e, se quiser, pode borrifar alguma gordura nela. Eu já usei muito óleo de abacate (em spray), mas hoje em dia eu acho que as castanhas têm gordura o suficiente e não precisa de mais. Mas cada um com o seu gosto. Se usar óleo de coco, por exemplo, deixa gostinho.

Espalhe os flocos de aveia na forma e acrescente as castanhas. Eu gosto de pedaços maiores, mas essa parte é ao gosto do freguês, se você preferir é só picar menorzinho. Termine colocando a metade das lascas de coco (eu gosto de misturar coco “queimado” com coco “cru”) e a pitada de sal (bote fé).

Por cima desta mistura jogue uma colher bem bem bem bem servida de mel, a canela, o gengibre e misture bem.

Leve ao forno pré aquecido a 180°C por cerca de 20 minutos. Passados os primeiros 10 minutos, é bom dar uma mexidinha para tudo ficar bem soltinho e torradinho por igual.

 

Pinit

Com a granola ainda quente, acrescente o restante do coco e as uvas passas (caso você seja time uva passa). Mexe mais um pouco, deixa esfriar e está pronto.

Aproveite este momento para perfumar a casa toda. Abra as janelas e faça inveja para os vizinhos.

Pinit

Em um pote bem fechadinho a granola dura cerca de 1 mês na geladeira.

Pinit

signature

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.

Previous
Leite “condenado” (sem lactose/vegano)
A minha granola caseira